Projetos Residenciais > Mueller

A necessidade de espaços flexíveis adequados à dinâmica de vida dos usuários levou à concepção do partido arquitetônico que se baseia na disposição de espaços em torno de dois eixos de circulação. O primeiro eixo marcado pelo acesso principal e o outro eixo criado pela circulação interna.

O cruzamento dos eixos gera pontos focais interessantes destacados como marcos de referência interna, colaborando com a legibilidade e orientação.

Além de elementos escultóricos, foi usado também um mobiliário diferenciado, gerando ambientes com maior conforto psicológico.

A ruptura da rigidez da planta é conseguida com a criação de eixos diagonais, que seguem as linhas de mobiliário e iluminação. A adoção de mobiliários de formas simétricas aliados com formas orgânicas tende a atenuar a rigidez dos espaços.

A área interna fica dividida em 6 espaços principais, tendo a área social logo no acesso da rua, a circulação com iluminação zenital marca a conexão entre os ambientes da casa.

O espaço da cozinha integra as salas e possibilita um uso informal dos ambientes. O quarto está posicionado de forma que possibilita maior conforto e permite que a casa possa ser ampliada, se necessário.

ANO: 2006-2006
ÁREA TERRENO: 430,00 m²
ÁREA CONSTRUÇÃO: 200,00 m²
LOCAL: Curitiba – PR

EQUIPE: Vinicius Rabelo, Rafael Barczak, Carlos Kolb e Angélica Naomi de Souza.